Crescimento do PIB da zona euro abrandou para 1,7% em 2016

Segundo uma estimativa do gabinete de estatísticas da UE, no quarto trimestre de 2016, o PIB da zona euro cresceu 1,7% na zona euro, face ao período homólogo de 2015, e 0,4% na comparação com o trimestre anterior.

O crescimento das economias da zona euro e da União Europeia (UE) abrandou, no acumulado de 2016, face ao ano anterior, para 1,7% e 1,9%, respetivamente, divulga hoje o Eurostat.

Em 2015, o Produto Interno Bruto (PIB) dos 19 países da moeda única tinha aumentado 2,0% e o da UE 2,2%.

Segundo uma estimativa do gabinete de estatísticas da UE, no quarto trimestre de 2016, o PIB da zona euro cresceu 1,7% na zona euro, face ao período homólogo de 2015, e 0,4% na comparação com o trimestre anterior.

Já o conjunto dos 28 Estados-membros viram a sua economia crescer, entre outubro e dezembro de 2016, 1,9% face ao quarto trimestre de 2015 e 0,5% face ao período entre julho e setembro de 2016.

No terceiro trimestre de 2016, o PIB da zona euro tinha aumentado 1,8% em termos homólogos e 0,4% na variação em cadeia e o da UE tinha crescido 1,9% na comparação homóloga e 0,4% face ao trimestre anterior.

Em termos homólogos, a economia da Roménia foi a que mais cresceu no quarto trimestre do ano passado (4,8%), seguindo-se a Eslovénia (3,6%) e a Bulgária (3,4%), enquanto a Grécia viu o PIB recuar 1,1%.

Face ao trimestre anterior, a Estónia (1,9%), a Polónia (1,7%) e a Lituânia (1,4%) registaram as maiores taxas de crescimento, enquanto na Grécia a economia recuou 1,2%.

O PIB português aumentou, no quarto trimestre de 2016, 2,0% em termos homólogos e 0,6% na variação em cadeia.

 

 

 

 

Fonte: Expresso

09/03/2017