Três empresas portuguesas beneficiam de quase 5 milhões do PME-HORIZONTE 2020

Instrumento PME do Horizonte 2020 - Programa-Quadro Comunitário de Investigação & Inovação, vai financiar 65 empresas de 18 países, em cerca de 90 milhões de euros, entre as quais se encontram 3 empresas portuguesas.

Este Instrumento PME do Programa Horizonte 2020, gerido pelo Comissário português Carlos Moedas, pode, nesta fase, investir até 2,5 milhões de euros em cada uma destas empresas para a integração no mercado do projeto que desenvolveram, ou até 5 milhões se os projetos se enquadrarem no âmbito da saúde.

A este respeito Carlos Moedas, Comissário para a Investigação, Ciência e Inovação declarou: “Este instrumento é assumidamente a melhor porta de entrada para as PME no Programa Horizonte 2020. No espaço de dois anos, este instrumento já financiou cerca de 40 PME portuguesas. Estes apoios europeus são fundamentais para ajudar estas PME e start-ups inovadoras a alcançar mais rapidamente uma maior competitividade. Estou certo que estes resultados constituem um desafio para outras PME portuguesas arriscarem e concorrerem a este instrumento que oferece grandes oportunidades que devem ser agarradas”.

Duas das empresas portuguesas apostam no desenvolvimento de inteligência artificial no sentido da articulação das necessidades das empresas e do mercado, enquanto uma outra apresenta uma proposta inovadora para plataformas orientadas para o consumidor.

De uma empresa de Coimbra, chega o projeto JAM que consiste na integração de interfaces de análise a veículos comerciais para a redução dos custos associados à manutenção de frotas de veículos.

Da Maia, o projeto NANO vem responder à necessidade de redução dos riscos de acidentes na monitorização industrial, através da aplicação de nanotecnologia para o fabrico de um material inovador na monitorização em segurança e a baixo custo, com uma exatidão que suplanta os sistemas existentes.

Ainda da grande área metropolitana do Porto, de Paranhos é apresentado o projeto YouBeep que permite aos utilizadores adquirir produtos em loja, pagar e sair em menos de um minuto, na aplicação de tecnologia móvel, desenvolvendo o sistema de self-checkout através do smartphone.

No âmbito da fase 2 do Instrumento PME está previsto um financiamento de 2,5 milhões de euros para os beneficiários de cada projeto, para a demonstração e realização de testes de mercado de novos produtos. Os proponentes podem igualmente solicitar até doze dias de orientação empresarial gratuita (coaching).

Até 15 de junho de 2016, a terceira data-limite para este ano, a Comissão Europeia recebeu 1 167 propostas no âmbito da fase 2 do Instrumento, tendo selecionado um total de 529 propostas.

O Programa Horizonte 2020, lançado em 2014, já recebeu 19 320 propostas, das quais 1 443 correspondem a projetos que beneficiaram de um investimento de 527 milhões de euros.

 

 

 

 

Fonte: Portugal 2020

29/07/2016